quarta-feira, 12 de agosto de 2009

A beleza da ironia

"...e fui descalçar as botas, que estavam apertadas. Uma vez aliviado, respirei à larga, e deitei-me a fio comprido, enquanto os pés, e todo eu atrás deles, entrávamos numa relativa bem-aventurança. Então considerei que as botas apertadas são uma das maiores venturas da Terra, porque, fazendo doer os pés, dão azo ao prazer de as descalçar. Mortifica os pés, desgraçado, desmortifica-os depois, e aí tens a felicidade barata, ao sabor dos sapateiros e de Epicuro."



Machado de Assis (é claro!) , Memórias póstumas de Brás Cubas

Eu tive a mesma sensação...não com o sapato...só quem entende a obra pode entender...é até melhor assim.

2 comentários:

Thávia disse...

É meu livro favorito!

Não sai da cabeceira da minha cama!

Sério!!!!!

Logo reconheci!

Há outra parte também que ninguém entende...Aquela assim:
Virgilia.........
Bras Cubas.......
Virgilia........?
Bras Cubas .....
Virgília.........?
Brás Cubas.......
Virgília..........!
Brás Cubas........!

Isso sim é making love! hehehe!

RST disse...

ahushauhsuhuahsa...é óóóóóóóótemo...Machadinho é true!;D