segunda-feira, 13 de abril de 2009

Pão e circo

Feriados são engraçados. Para cada data, um motivo, um acontecimento, um fato qualquer que fez daquele dia, um dia marcado. Natal, páscoa, dia das crianças, dia da mulher, dia das mães, dia dos pais, dia dos namorados, dia do fulano com seis dedos. Todos, teoricamente, têm uma razão para serem lembrados ou celebrados. Pra mim é tudo comercial. É bom aquecer o mercado, e dormir um pouco mais, não reclamo de nada disso. Mas é tudo muito engraçado. Semana santa por exemplo, as pessoas têm que passar um dia lá sem comer carne vermelha. Beleza! Faz bem à saúde. Acontece que é por que Jesus derramou o sangue e blá blá blá. Mesmo assim, tudo bem, não interfiro na religião de ninguém. Mas o engraçado, é que no outro dia as pessoas se empanturram de carne vermelha e cachaça. Salvos do pecado por um dia de abstinência. Os pecadores se iludem e os pescadores agradecem. E eu continuo achando tudo muito engraçado.

A propósito, descansei e comi bastante, adoro feriados!

[Ao não-anônimo: eu não imaginava que o do gorila também era teu, é muito brega. Mas tinha que ser wikipédia, tinha que ser tu.;D]

Um comentário:

de Sá disse...

É, esse é o dia do Jesus Zumbia. Que volta dos mundo dos mortos para comer nossos cérebros! Amém!
uaHuaUAhUAhahuahuahuAH...
Odeio datas comemorativas. Apesar que algumas vezes tem sua utilidade.