segunda-feira, 21 de setembro de 2009

IDeando a IDiotice

Não suporto falso moralismo. Aquele rostinho falso e atitudes comedidas, na medida exata do que é supostamente correto. Esses são enrustidos e frustrados. Querem fazer algo, mas a autopunição e o medo os impedem. Não contentes com o seu fracasso como ser, ainda querem o fracasso dos demais que se arriscam a terem momentos felizes. O certo ou errado é muito mais do que aquilo que parece belo ou feio, é uma relação do que envolve outras pessoas, por isso acredito piamente que se eu não fizer mal a ninguém, não estou fazendo algo errado (a não ser pelo fato de causar inveja, mas isso vai variar dos estímulos internos do outro, e não exatamente de mim). A minha resposta a esses pobres seres é apenas o meu sorriso. Solta a fangra, grita e assanha os cabelos, liberar serotonina é preciso. E não querendo cair na linha freudiana, repimir-se não é legal, siga seus 'instintos' de vez enquando. Faça isso, suas céluas e o mundo agradecem.

2 comentários:

de Sá disse...

Falso moralismo é um cu... manda o povo se fuder e seja feliz! E se disserem que palavrão é feio, manda logo tomar no meio do cu!! AuaHuAHuAhuAhahuAhAUAH...
"siga seus 'insitintos'" Bom conselho... pena que os meus são loucos e sem noção de mais!!
AUhAUhAuhAuAHUAUhaU...

vyh luiza. disse...

"Libere seus instintos, girl, vai ser legal. ;)"

Canal é se jogar, pow. \o\