quinta-feira, 12 de março de 2009

[O] Real-mente

Hoje é um daqueles dias que eu não sei se existo. Não, isso não é uma afirmação tipicamente dramática quanto a minha 'funcionalidade' ou 'importância'. Falo com relação a ser tudo verdade, ou ser um sonho de alguém. Um beliscão não foi o suficiente para refutar o impasse, nem mesmo algo mais doloroso, ou alguma sensação prazerosa. Será que só eu acordo com isso? (se eu existo e acordo) Eu sei que não, ou prefiro acreditar que não, para não pensar que sou louca, se eu realmente existir, não quero existir/ser/estar louca!
Minha mãe diria ao ler: falta do que fazer! (até rimou)
Nem é. Não vamos aqui discutir minhas tarefas diárias. Mas ocorre que sinto-me em queda livre, e sei que nunca irei chegar ao chão e espatifar-me. Claro que se eu existir, não quero existir/ser/estar morta!
Imagina só, se fosse tudo sonho de alguém?Eu deveria parar?
Se eu continuar, ao menos não perderei nada...eu acho.


video

Nenhum comentário: